19 de janeiro de 2010

IMAGEM DO MUNDO

.

(Sharbat Gula) “Garota afegã”
Steve McCurry,National Geographic 1984


IMAGEM DO MUNDO

Vejo o mundo. E ao ver as coisas do mundo,
com a sua realidade própria, vejo também
a diversidade que existe em cada coisa,
distinguindo-a, múltipla ou plural,
como se diz. No entanto, o que eu vejo
é sempre igual ao que eu penso
que o mundo é; e tudo se torna
semelhante, dentro deste mundo que é
o meu, e é sempre diferente do mundo que
existe no pensamento do outro É por isso
que não penso nas coisas do mundo como
se fossem minhas; e que o deixo para os outros,
para que eles façam o mundo como quizerem,
para que seja diferente do meu, quando o
olho e o que vejo me restitui o mundo
como eu o quero, diferente do mundo que
os outros pensam.

Nuno Júdice
.
. 

33 comentários:

BAR DO BARDO disse...

alter
eu

sim

o outro sou eu

JPD disse...

A poesia do NJ é algo de sublime.

Essa garota afegã foi reencontrada, anos mais tarde.
Já era mãe e o olhar, sendo intenso, já não era tão vibrante.

Belíssima edição.

Saudações

Maria disse...

Belo poema de Nuno Júdice.
Este olhar correu Mundo, na época.
Este mesmo olhar saiu há uns dois ou três anos, na mesma revista. A senhora foi encontrada, mais velha, mas o olhar é o mesmo, embora embaciado.

Beijinho, Meg.

Meg disse...

Henrique,

Tua presença aqui é um estímulo.
Bem hajas.

Um abraço

Meg disse...

Caro JPD,

Eu tenho a fotografia dela qunado foi encontrada, mas aqui eu queria era mesmo a força daquele olhar.
Vibrante, como dizes.

Um abraço

Meg disse...

Maria,

É como digo no comentário anterior.
Este olhar, para mim, é o olhar do Mundo.

Beijinho

Ana Tapadas disse...

Gosto muito de Nuno Júdice e nunca esquecerei a primeira vez que vi esse olhar...
Beijinho

São disse...

O mundo é só aquilo que conseguimos descortinar: o que não sabemos não existe.
Beijinhos, linda.

Mariazita disse...

Não sei bem como classificar este poema...
Avassalador...talvez. Sim, é essa a palavra que o define perfeitamente.

O olhar que correu mundo.
Tem uma força incrível!

Muito bom, este teu post.

Beijinhos
Mariazita

Nydia Bonetti disse...

Olhares que impressionam, Meg: o da menina, e o do poeta.

Tenho um poema com este tema, vou deixá-lo aqui pra você:

O velho vaso de flor sobre a mesa
- porque o vejo
é belo.

O belo vaso de flor sobre a mesa
- se não houver quem o veja
é nada.

beijos!

Meg disse...

Ana,

Esse olhar que espantou o Mundo... esse mesmo mundo a que se refere Nuno Júdice, um dos nossos maiores poetas, Ana!

Beijinho para ti

Meg disse...

São,

O que não sabemos não existe...
Pensando bem, minha amiga, não estou tão certa.
AQUELE Haiti já existia e eu não sabia, o que me chegava era outro Haiti, por exemplo.

Beijinho, São!

Meg disse...

Mariazita,

É só mais um belo poema de Nuno Júdice que já nos habituou à força das suas palavras.

E o olhar da foto... quem não conhece?

Beijinho para ti

Meg disse...

Nydia,

Belíssimo e suave complemento ao poema de Nuno Júdice...
Suave e leve como tudo o que escreves, deslizando sobre as palavras.
Beijinho para ti, minha querida!

Bipede Implume disse...

Querida Meg
Essa imagem que correu mundo, que nos trazes, com o poema de Nuno Júdice cuja conjugação nos faz pensar(como sempre, aliás). Todos criamos à nossa volta o nosso mundo.
Engraçado, ontem estive a ler uns poemas dele.
Bom fim de semana, amiga
Beijinhos.
Isabel

Zé Povinho disse...

Um olhar que ficou na memória de todos e um poema inspirado.
Abraço do Zé

SILÊNCIO CULPADO disse...

MEG

É bom que alguém diga "que não pensa nas coisas do mundo como se fossem suas". Só um poeta, um sonhador pode falar assim. E só quando alguém fala assim é que a vida se transforma em vida.
Não conhecia NJ nem este belo poema. Mas valeu a pena.

Abraço

utopia das palavras disse...

Fazer o mundo com um olhar de Homem Novo para que se multipliquem os olhares de esperança, de verdade, de solidariedade e essencialmente um mundo de desprendimento material, sem ambições megalómanas.
Não é o mundo que o meu olhar alcança, mas é o mundo que o meu olhar sonha!

Um beijo

duarte disse...

e sempre cada vez mais diferente...mutações...
abraço do vale

Meg disse...

Isabel,

Há muito que não via esta imagem, mas achei-a adequada a este poema. Tenho a fotografia tirada posteriormente quando foi encontrada, mas a força deste olhar fez-me optar por esta que acho inesquecível.

Bom fim de semana para ti, Isabel!

Beijo

Meg disse...

Lídia,

E abençoados os poetas por, tantas vezes, com as suas palavras nos mostrarem um mundp diferente.
E se puderes, não deixes de conhecer um dos nossos grandes poetas contemporâneos.

Um abraço

Meg disse...

Utopia...
Ausenda,

E de tantas esperanças temos de encher o sonho de um mundo novo, minha amiga!
om fim de semana.

Beijo

Meg disse...

Zé,

Este olhar ficará para sempre... nada o apagará.

Um abraço

Meg disse...

Duarte,

Que bom saber-te de volta!

Pois são os sinais de novos tempos, mundos diferentes...

Um abraço

Filoxera disse...

É o olhar do Mundo, sim senhora.
Que tanto dói...
Beijos.

Maria João disse...

Meg

É no olhar que transportamos o mundo... o nosso, normalmente. Mas nesta foto, tão conhecida por todos, existe realmente uma outra dimensão, uma outra leitura, tão forte quanto inexplicável.
Depois..., as palavras de Nuno Júdice, e nada mais se consegue dizer!

Mil beijinhos

Multiolhares disse...

é verdade o mundo é igual para todos mas cada um o vê com a sua verdade o seu sentir
beijinhos

Meg disse...

Filoxera,

Acredito que destes últimos dias aina hão-de aparecer outros olhares como este.

Um beijo

Meg disse...

Maria João,

Eu também queria um mundo diferente do mundo que os outros pensam...
Utopia?

Beijinho para ti

Meg disse...

Multiolhares,

Ele é realmente igual para todos. assim o fossem também as oportunidades.

Beijinho para ti

poetaeusou . . . disse...

*
Nuno Judice,
bela escolha,
,
conchinhas, ficam,
,
*

Meg disse...

Poetaeusou,

Muito obrigada pela visita... e pelas conchinhas da Nazaré, lugar de muitas e muito belas recordações.

Um abraço

bettips disse...

Diferente
Sabias que há pouco tempo foram encontrar a mesma mulher aqui fotografada em rapariga? Li isso algures com a foto dela actual...Incrível!
(e só agora vi que já sabias... mas esta força verde dos olhos é intocável!)