22 de fevereiro de 2009

EM TORNO DA MINHA BAÍA

. . .
.
.
.
Em Torno da Minha Baía
.
.
Aqui, na areia,
Sentada à beira do cais da minha baía
do cais simbólico, dos fardos,
das malas e da chuva
caindo em torrente
sobre o cais desmantelado,
caindo em ruínas
eu queria ver à volta de mim,
nesta hora morna do entardecer
no mormaço tropical
desta terra de África
à beira do cais a desfazer-se em ruínas,
abrigados por um toldo movediço
uma legião de cabecinhas pequenas,
à roda de mim,
num voo magistral em torno do mundo
desenhando na areia
a senda de todos os destinos
pintando na grande tela da vida
uma história bela
para os homens de todas as terras
ciciando em coro, canções melodiosas
numa toada universal
num cortejo gigante de humana poesia
na mais bela de todas as lições
.
HUMANIDADE
.
.
Alda Espírito Santo
.
.
«««««o»»»»»
.
.
Alda Espírito Santo, também conhecida por Alda Graça, nasceu em São Tomé em 1926 e teve a sua educação em Portugal. Regressou a São Tomé, onde trabalhou como professora. Ali exerceu alguns cargos governamentais nas áreas da Educação, da Informação e da Cultura e foi deputada e Presidente da Assembleia Nacional. É actualmente Presidente da União Nacional dos Escritores e Artistas de São Tomé e Príncipe, cargo que acumula com a Presidência do Fórum da Mulher de S. Tomé e Príncipe. Os seus poemas aparecem nas mais variadas antologias lusófonas, bem como em jornais e revistas de São Tomé e Príncipe, Angola e Moçambique.
.
.
«««««o»»»»»
.
.

15 de fevereiro de 2009

O essencial é ter o vento

. . AOS AMIGOS .
MAIS UMA SEMANA ...
MAIS UM DOMINGO EM CASA - NET - ALHEIA ...
E UMA ESPERA QUE PRESUMO PERTO DO FIM.
.
MAIS 10 DIAS?
.
ASSIM ME FOI PROMETIDO E É COM MUITA ANSIEDADE QUE ESPERO O DIA EM QUE PODEREI VISITAR E LER OS VOSSOS BLOGUES.
.
ENTRETANTO AQUI VOS DEIXO, COM MUITO CARINHO,
UNS BOTÕES DE ROSA
E UM POEMA DE REINALDO FERREIRA
.
Meg
. .
.
.
O essencial é ter o vento
.
O essencial é ter o vento.
Compra-o; compra-o depressa,
A qualquer preço.
Dá por ele um princípio, uma ideia,
Uma dúzia ou mesmo dúzia e meia
Dos teus melhores amigos, mas compra-o.
Outros, menos sagazes
E mais convencionais,
Te dirão que o preciso, o urgente,
É ser o jogador mais influente
Dum trust de petróleo ou de carvão.
Eu não:
O essencial é ter o vento.
E agora que o Outono se insinua
No cadáver das folhas
Que atapeta a rua
E o grande vento afina a voz
Para requiem do Verão,
A baixa é certa.
Compra-o; mas compra-o todo,
De modo
Que não fique sopro ou brisa
Nas mãos de um concorrente
Incompetente.
. Reinaldo Ferreira
.
.
.

8 de fevereiro de 2009

.
.
Meus amigos
.
Pois é... cansei!
Mandei a antiga operadora às urtigas e fiz um contrato com uma outra...
Espero ter acesso à net muito em breve.
Peço-vos que me perdoem não vos visitar mas é só ao domingo,ao fim da tarde,que tenho possibilidades de vir aqui dar-vos conta de mim...
.
E como não vale a pena continuar com stress, aqui vos deixo uma tela adequada e um texto que - espero - vos deixe muito bem dispostos.
.
Um abraço e saudades da vossa
.
Meg
.
Bonheur de Vivre, de Matisse
O homem trocado
.
O homem acorda da anestesia e olha em volta. Ainda está na sala de recuperação. Há uma enfermeira do seu lado. Ele pergunta se foi tudo bem.
- Tudo perfeito - diz a enfermeira, sorrindo.
- Eu estava com medo desta operação...
- Por quê? Não havia risco nenhum.
- Comigo, sempre há risco. Minha vida tem sido uma série de enganos...
E conta que os enganos começaram com seu nascimento. Houve uma troca de bebês no berçário e ele foi criado até os dez anos por um casal de orientais, que nunca entenderam o fato de terem um filho claro com olhos redondos.
Descoberto o erro, ele fora viver com seus verdadeiros pais. Ou com sua verdadeira mãe, pois o pai abandonara a mulher depois que esta não soubera explicar o nascimento de um bebê chinês.
- E o meu nome?
Outro engano.
- Seu nome não é Lírio?
- Era para ser Lauro. Se enganaram no cartório e...
Os enganos se sucediam. Na escola, vivia recebendo castigo pelo que não fazia. Fizera o vestibular com sucesso, mas não conseguira entrar na universidade. O computador se enganara, seu nome não apareceu na lista.
- Há anos que a minha conta do telefone vem com cifras incríveis. No mês passado tive que pagar mais de R$ 3 mil.
- O senhor não faz chamadas interurbanas?
- Eu não tenho telefone!
Conhecera sua mulher por engano. Ela o confundira com outro. Não foram felizes.
- Por quê?
- Ela me enganava.
Fora preso por engano. Várias vezes. Recebia intimações para pagar dívidas que não fazia. Até tivera uma breve, louca alegria, quando ouvira o médico dizer:
- O senhor está desenganado.
Mas também fora um engano do médico. Não era tão grave assim. Uma simples apendicite.
- Se você diz que a operação foi bem...
A enfermeira parou de sorrir.
- Apendicite? - perguntou, hesitante.
- É. A operação era para tirar o apêndice.
- Não era para trocar de sexo?
.
Luis Fernando Veríssimo
. . . «««««o»»»»» . . .
Luis Fernando Veríssimo (Porto Alegre, 26 de setembro de 1936) é um escritor brasileiro.
Mais conhecido por suas crônicas e textos de humor, publicados diariamente em vários jornais brasileiros, Veríssimo é também cartoonista e tradutor, além de argumentia de televisão, autor de teatro e romancista.
Já foi publicitário e copy desk de jornal. É ainda músico, tendo tocado saxofone em alguns conjuntos.
Com mais de 60 títulos publicados, é um dos mais populares escritores brasileiros contemporâneos.
É filho do também escritor Érico Veríssimo.
.
.
.
«««««o»»»»
.
.
.

1 de fevereiro de 2009

Uma palavra de Amizade


MEUS AMIGOS,
.
É ASSIM QUE ME SINTO...
.
QUASE HÁ UM MÊS SEM INTERNET E SEM SABER QUANDO A TEREI DISPONÍVEL NO APARTAMENTO PARA ONDE ME MUDEI RECENTEMENTE!
.
INACREDITÁVEL, NÃO É?
.
QUERO AGRADECER A TODOS OS QUE POR AQUI TÊM PASSADO E DEIXADO, OU NÃO,
OS SEUS COMENTÁRIOS, A CUJA LEITURA ACEDO PELO TELEMÓVEL.
.
O VOSSO CARINHO RECONFORTA-ME DESTA AUSÊNCIA TÃO PROLONGADA.
.
BEM HAJAM!
.
HOJE ESTOU EM CASA DA MINHA FILHA A DEIXAR-VOS ESTAS PALAVRAS E A DAR-VOS CONTA DO MEU ESTADO DE ESPÍRITO...
.
ESTUPEFACÇÃO E REVOLTA!
.
NÃO TENHO TEMPO PARA VOS VISITAR AINDA HOJE MAS, LOGO QUE A SITUAÇÃO ESTIVER SUPERADA, VOLTAREI AO VOSSO CONVÍVIO...QUE TANTA FALTA ME FAZ!
.
ESPERO ESTAR CONVOSCO O MAIS BREVE POSSÍVEL... LOGO QUE A OPERADORA - QUE MAIS PARECE DO TERCEIRO MUNDO - SE DIGNE FINALIZAR O PROCESSO (TÃO COMPLICADO?!?!?!?) DE MUDANÇA DE RESIDÊNCIA.
.
UM ABRAÇO PARA TODOS... E ATÉ BREVE
.
MEG
.
.
.