13 de janeiro de 2010

As imagens do horror...



Num momento em que a opinião pública mundial se mostra sensibilizada para a ajuda ao Haiti, há já várias contas abertas por instituições, para as quais os portugueses poderão canalizar contribuições.
O NIB da conta “Cáritas Ajuda Haiti” é: 0035 0697 0063 0007 5305 3.
Através da Cruz Vermelha Portuguesa, pode fazer donativos para o Fundo de Emergência da organização em vários bancos, indicados no site
http://www.cruzvermelha.pt
ou por telefone, para o número 760 20 22 22 de atendimento automático (o custo da chamada é de 0,60€ IVA).
Por seu lado, a Assistência Médica Internacional abriu a conta “Ajude a Missão de emergência da AMI no Haiti”, com o NIB 0007 001 500 400 000 00672.
No Multibanco, a entidade é 20909 e a referência é 909 909 909.
[Informação retirada de Conversas de Xaxa]

10 comentários:

JPD disse...

Uma tragédia comparável a 1775 ou ao 11 Set em NY.

saudações

Agulheta disse...

Meg. Minha amiga nem sei que te diga mais,o meu coração parou só em pensar e agora!Tanta gente que nada mais diz.Uma tragédia sem esperança.
Beijinho Lisa

Pata Negra disse...

Deus está em toda a parte menos no Haiti! Que pecado fez aquele povo senão ser escravo?!
Porra para isto e viva a América!...Latina!
Um abraço com tremor

EDUARDO POISL disse...

Não ame pela beleza, pois um dia ela acaba.
Não ame por admiração,
pois um dia você se decepciona.
Ame apenas, pois o tempo nunca pode acabar com um amor sem explicação.
Madre Teresa de Calcutá

Desejo uma linda semana com muito amor e carinho.
Abraços

Peter disse...

Ajudemos a AMI, a única ONG em que acredito. Partiram imediatamente para lá.

A "bluegift" lembra que foi ali que os franceses iniciaram as suas experências nucleares. Até que ponto as tensões acumuladas naquela falha teutónica, não vieram a produzir esta horrível desgraça?

BAR DO BARDO disse...

DEUS!

Ana Tapadas disse...

Somos tocadas pelo mesmo sentimento...
Um abraço

Filoxera disse...

Estou contigo. Vi, senti dor e contribuí para uma destas campanhas de fundos.
Beijos.

São disse...

Um nó na garganta e uma dor na alma, com as previsões Maias e outras a bailarem-me na cabeça.

Compaixão infinita por um povo que parece ter vindo só para sofrer.

Já contribuí.

Um abraço fraterno e solidário para ti, Companheira.

Nydia Bonetti disse...

Deus... tanta dor. Façamos a nossa parte. Gestos pequenos, que somados, aliviam e confortam.

Um beijo, querida.