11 de março de 2009

Rumo

. . Com África tão presente nestes dias, não posso deixar de recordar aqui um belo poema de Alda Lara... . .
Acácias Rumo É tempo, companheiro! Caminhemos ... Longe, a Terra chama por nós, e ninguém resiste à voz Da Terra ... Nela, O mesmo sol ardente nos queimou a mesma lua triste nos acariciou, e se tu és negro e eu sou branco, a mesma Terra nos gerou! Vamos, companheiro ... É tempo! Que o meu coração se abra à mágoa das tuas mágoas e ao prazer dos teus prazeres Irmão Que as minhas mãos brancas se estendam para estreitar com amor as tuas longas mãos negras ... E o meu suor se junte ao teu suor, quando rasgarmos os trilhos de um mundo melhor! Vamos! que outro oceano nos inflama.. . Ouves? É a Terra que nos chama ... É tempo, companheiro! Caminhemos ... . [Alda Lara]
.
.

64 comentários:

Maria disse...

O chamamento da mãe-terra...
Que bonito é este poema da Alda Lara.

Obrigada, Meg.
Beijo

Agulheta disse...

Meg! bela mensagem no poema que grita as origens da terras de África,onde cabe o negro e o branco,um chamamento.
Beijinho e obrigada

Meg disse...

Maria,

É um apelo sempre muito presente em mim, minha amiga!

Beijo

Meg disse...

Lisa,

É a magia duma grandeza que nos marca para sempre.
Pena que tantos não entendam!
Que saudades, Lisa!

Beijo

utopia das palavras disse...

A terra chama-nos e de maos dadas caminhemos sim...lutando cada dia, por uma terra de sol ardente, de cheiro quente de coração imenso!

Bonito post!!

Beijo

Daniel Silva disse...

Bonita homenagem. E as acácias são lindas...

Carminda Pinho disse...

Meg,
este, é um dos lindíssimos poemas de Alda Lara.
Palavras de solidariedade, fraternidade, amizade...
Sigamos esse rumo.

Beijos

nydia bonetti disse...

"Ninguém resiste à voz da terra..."
Muito bonito este poema, Meg; me fez lembrar um poema que escreví há tempos:

África
Reza para teus orixás
Eu rezarei
Para o meu Deus
Alguém há de ouvir
A nossa voz
Que este poema siga
A pedir por nós.

Bjs.

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Assim como o oceano só é belo com o luar
Assim como a canção só tem razão se cantar
Assim como uma nuvem só acontece se chover
Assim como o poeta só é grande se sofrer
Assim como viver sem ter amor não é viver

(Vinícius De Moraes/tom Jobim)

Desejo a você um resto de semana maravilhoso
Abraços. Eduardo Poisl

Meg disse...

Utopia das palavras,

Ausenda,
É isso mesmo, uma terra de sol ardente, de cheiro quente de coração imenso...

Beijo

Meg disse...

Daniel,
Também as acácias são uma memória minha de Angola

Obrigada

Um abraço

Meg disse...

Carminda,

E é com essas palavras que esperamos fazer o futura que está aí.

Um beijo

Meg disse...

Nydia,

Belo o teu poema e bem a propósito.
Soubera eu escrever assim, e tanto diria sobre a minha terra do coração!

Um beijo

Meg disse...

Uma Página Para Dois

Eduardo,

Obrigada pelo poema do Vinicius... esse vulto das "nossas" letras.

Uma boa semana para você também.

Um abraço

c valente disse...

bonito chamamento
Saudações amigas

tinta permanente disse...

Belo poema (que não conhecia).
Mesmo que Àfrica continue a ser tão martirizada, há sempre a esperança de que um dia...

abraços!

Bipede Implume disse...

Chegas e trazes logo o calor envolvente daquela terra num poema precioso de Alda Lara.
Que bonito.
Beijinhos.

Meg disse...

Amigo Valente,

Ainda bem que gostou. Obrigada.

Um abraço

Meg disse...

Tinta Permanente,

Eu também tenho esperança em que virão dias melhores.

Um abraço

Meg disse...

Isabel,

Quem por lá passou ou, como eu, lá viveu a primeira metade da vida, carrega para sempre essa magia.
Alda Lara também.

Beijo

Marco Ferreira disse...

Bonito poema.

Bom fim de semana.

marinheiroaguadoce a navegar

manzas disse...

Provei o fel sabor de uma outra vida
Nas ruas desnudadas, lotes incertos do sem andar…
Caminhei pelos desertos secos de alma perdida
Entrando pela porta em que ninguém quer entrar

Passando para dizer,
Que me apraz aqui estar…
Que nesta sexta-feira treze,
Aconteça o que acontecer
Um bom fim-de-semana irá ser
E que o amor e paz possa reinar!

O eterno abraço…

-MANZAS-

lupussignatus disse...

de mãos

dadas


[com o

futuro?]

NAMIBIANO FERREIRA disse...

Cada vez mais belo o teu regresso, trazendo no regaco deste blog a voz da menina de Benguela... sempre uma forca telúrica esta poesia e esta mulher, frágil, tao frágil e de uma POESIA forte, tao forte!!! Obrigado amiga!

De Amor e de Terra disse...

Como sempre a maravilha da força de Alda Lara.
Obrigada Meg pela partilha.
Agradeço também a visita e as palavras e deixo um beijo de muita amizade.
Maria Mamede

Luis Eme disse...

vamos companheira, caminhemos...

abraço Meg

Vieira Calado disse...

E é bonito, sim senhor!


Beijinho

Meg disse...

Marco,

A poesia nas letras de Alda Lara vale sempre a pena.

Um abraço e... bom fim de semana também.

Meg disse...

Manzas,
Sela benvindo a este espaço.
Muito obrigada pelo poema.

Um abraço

Meg disse...

Lupussignatus,

Isso mesmo.

Um abraço

Meg disse...

Amigo Namibiano,

Alda Lara é isso tudo que dizes.
E tem sempre lugar neste espaço.
Obrigada pelas palavras de carinho.

Um abraço

Meg disse...

Querida Maria Mamede,

É com muito prazer que partilho sempre esta grande poetisa.
Temos a "nossa" África em comum. minha amiga.

Um beijo

Meg disse...

Luis Eme,

Obrigada pela força... que o caminho se faz caminhando.

Um abraço

Meg disse...

Vieira Calado,

Os poetas reconhecem-se, não é mesmo?
Obrigada pela visita.

Um abraço

Papoila disse...

Querida Meg:
Um belo poema de Alda Lara onde se sente o forte apelo da mãe África!
Beijos

Meg disse...

Papoila,

Esse é o apelo que acompanha cada um de nós, os que por lá passámos ou lá vivemos. Irremediável!

Beijo

Mariazita disse...

Querida Meg
Acácia rubra a encimar um poema que nem consigo classificar.
Belo? Parece-me pobre palavra para descrever obra tão grande.
Até se sente o "cheiro de África".
Parabéns pela escolha.
Adorei.

Bom fim de semana

Beijinhos
Mariazita

Zé Povinho disse...

Porque nós somos também um pouco de África...
Abraço do Zé

romério rômulo disse...

caminhemos,meg.
um beijo.
romério

Portaria ILEGAL disse...

Está mal disposto?
Vá aqui: http://portaria-59.blogspot.com/2009/03/o-melhor-pais-do-mundo.html

Anónimo disse...

QUERIDA MEG
cá estou eu para te soprar um beijinho daqui deste meu Alentejo.
Lindo poema este da Alda Lara.
Concordo plenamente com as suas palavras, tão belas e tb tão actuais.
Há que procurar o rumo certo para o nosso tão incerto futuro.
É TEMPO, CAMINHEMOS TAMBÉM TODOS JUNTOS MEUS AMIGOS!!!...
UM BEIJO GRANDE PARA TI

paginadora

C Valente disse...

Bom fim de semana com saudações amigas

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

Pintura, imagem poética...
Poesia palavra pintada...
Uma, esboço de figura amada;
A outra, ténue palavra profética!

Pintura e poesia...
Imagem e palavra de sentimento
E de amor em utopia!

São o sonho que sonhei...
Quando, no Éden amei!

(FERNANDA & POEMAS)

Desejo a você um excelente final de semana com muito amor no coração
Abraços: Eduardo Poisl

Meg disse...

Mariazita,
Com Alda Lara, África estará sempre presente, aqui neste espaço.
E o cheiro também, minha amiga.

Um beijo

Meg disse...

Querido Zé Povinho,

Somos e carregamos uma eterna saudade, não é?

Um abraço

Meg disse...

Portaria Ilegal,

Obrigada pelo convite... lá irei concerteza.

Até breve

Meg disse...

Romério,

Pois o caminho de faz caminhando, meu amigo! Vamos!

Um beijo

Meg disse...

Paginadora,

Obrigada pelas palavras de amizade.
Estou desolada, não consigo entrar no teu blog... o IE responde-me com "endereço inválido".
Mandas-me o enderço novamente?

Um beijo

Meg disse...

Valente,

Um bom fim de semana também para ti.

Um abraço

Meg disse...

Uma Página para Dois

Eduardo,
Obrigada pelo belo poema.

Um bom fim de semana para você também.

Um abraço

Laurentina disse...

já cá não vinha à bué...por duas razoes falta de tempo e de saúde...vim hoje e matei saudades .
LINDOOOOOOOOOOOOOOOOO
ADOREIIIIIIIIIIIIIIII
Como sempre a tua sensibilidade é fantastica.
continuação de bom fim de semana
beijão grande Meg

São disse...

Alda também me agrada.
àfrica, infelizmente, desconheço...
Bom fim de semana.

Compulsão Diária disse...

Benvinda! Caminhemos. Enfim, a terra mammaafrica chamou e eu vim
e vc tb

Paulo Sempre disse...

"É tempo!"

Tempo para desejar-lhe um bom Domingo.

Maria Faia disse...

Obrigado Amiga,
Fez-me bem, muito bem, caminhar por aqui, em perfeita harmonia com o que por lá deixei espalhado entre as acácias floridas que ainda moram no mais íntimo de mim.
Um beijo Amigo para ti.
AH

Meg disse...

Laurentina,

Que bom teres voltado! Me aguarda!

Um beijo

Meg disse...

São,

Alda Lara é uma das minhas poetisas... também através dos seus poemas revisito a "minha" África.

Um beijo

Meg disse...

Compulsão Diária,

Obrigada pela resposta ao apelo de África. Alda Lara merece-o.

Um beijo

Meg disse...

Paulo,

Há quanto tempo!!!
Vou-te linkar novamente... com as frequentes mudanças e uma longa ausência, o teu link "perdeu-se".

Um abraço

Meg disse...

Maria Faia,

Que bom saber-te de volta!
Espero que desta vez seja para valer... fazes-nos muita falta.
Porque o teu espaço presta um verdadeiro serviço público.
Espera-me lá...

Um beijo

duarte disse...

O caminho é esse , o tempo do ser HUMANO urge... por isso ,mão na mão és meu amigo irmão.
abraço do vale

Maria Clarinda disse...

A minha querida Alda Lara...as lágrimas são teimosas, sabes....então quando falam na nossa Terra Mãe, nas nossas raízes...viram cascata....
Jinhos muitos

Meg disse...

Duarte,

"por isso ,mão na mão és meu amigo irmão..." sigamos o nosso rumo.

Um abraço

Meg disse...

Maria Clarinda,

Alda Lara traz-nos o cheiro e a magia da nossa África.
É com muito carinho que a trago aqui... sempre.

Um abraço