18 de dezembro de 2009

Ora Eça!... mais uma vez...

.

Mais uma vez... não resisti  a mais este excerto de ...
Uma Campanha Alegre...
.
Para rir ou ... nem por isso?
.
.
Mário Botas – “Eça de Queiroz em Havana”



Apenas um chinfrim...


«Ano Novo (preparando a carteira o lápis):
- Este país em que vou entrar é uma monarquia ou uma república?
Ano Velho (gravemente):
- As geografias dizem que é uma monarquia… Pelo que vi pareceu-me que nem era uma monarquia, nem uma república - e que era apenas um chinfrim.
(…)
- E de que vive o País? Tem rendimentos, tem orçamento?
- Tem de menos, todos os anos, para pagar as despesas da casa, uns cinco ou seis mil contos. É a isto que eles chamam as finanças. Cada ministério…
- Um momento! Sou um simples, um ingénuo, chego… O que é um ministério?
- É uma colecção de doze homens que se encarregam (seis trotando a cavalo atrás dos outros seis) de governar o País, isto é, de ter a mão na chave da despensa. Quando se pertence a um partido…
- Pertencer a um partido, caro colega, vem a ser?…
É meter-se a gente num ónibus que leva aos empregos e a que puxa o chefe do partido, sempre com o freio nos dentes!
- Mas a questão da fazenda, dizia…
- É uma espécie de nó que todos, um por um, são chamados a desatar e que cada um aperta mais. (…)»


Eça de Queiroz 
Uma Campanha Alegre, LIII,
Janeiro 1872
.
.
.

9 comentários:

Mariazita disse...

O grande, o enorme, o sempre eterno Eça! Tenho paixão por este escritor, que considero o maior escritor português de todos os tempos.
E nós temos muito bons escritores. Mas Eça...houve um, e partiu-se o molde...
Eu reconheço que sou vicida em Eça.
Sabes que leio, releio, e torno a reler os seus livros? Vais chamar-me maluquinha, mas, faço assim: leio dois ou três livros, de autores vários; a seguir meto um do Eça (é claro que os tenho todos); depois mais dois ou três doutros, mais um do Eça. E assim vou vivendo.
É maluquice, não é???

Querida amiga, desejo, de todo o meu coração, que já te encontres em forma.
Talvez não te tenha manifestado bem a minha preocupação... Feitios!
Mas no outro dia saí daqui apreensiva.
Agora parece-me que te sentes melhor... será?

Uma noite tranquila e repousante.

Beijinhos
Mariazita

NAMIBIANO FERREIRA disse...

O mago da lingua portuguesa. Votos de um feliz natal e prospero 2010. estou com uma asa ao peito, ontem escorreguei no gelo e fracturei o pulso, consequencias do nevao, esta tudo branco como cal e frrriiiioooooo
kandandu

quero a minha Africa quentinha!

Pata Negra disse...

Ora lá está, para quê escrever se há tanto para ler! Razão tem a Meg!
Um abraço a ler

São disse...

Minha querida, te desejo um Natal de amor e com prendas e um ano novo com saúde e paz. tudo em partilha com quem amas.

Um abraço apertado.

tulipa disse...

Que o Natal,
em lugar de ser apenas uma data,
seja um estado de espírito
a nos orientar a vida, permanentemente.
Os meus votos para ti e familiares de que este Natal traga alegria, paz e muita felicidade para todos os dias do Ano Novo.
Beijinhos

NOTA: este ano, nos meus 2 blogues, apresento 2 árvores de Natal (pinheiros) bem originais.
Convido-te a ornamentá-los com aquilo que achares que lá fica bem...pode ser bolinhas, fitinhas, palavrinhas e até pensamentos.
Podem ser:
emoções,
sentimentos,
abraços
e outros miminhos.
Eu agradeço!!!

padeirimha disse...

Pessoa, fantástico. Eça impagável, actual, hilariante. Os meus preferidos.

Bom Natal...com muitos sonhos...

Nydia Bonetti disse...

Atualíssimo. Haja nó... :)

Feliz Natal, Meg!

Beijos!

Maria João disse...

Eça é que é "Eça"...

Sempre presente e actual. O seu olhar via longe...

Um mimo, Meg, um verdadeiro mimo este nosso Eça!

Para ti, minha amiga e para todos os que te são queridos, os meus votos de um feliz natal. Que haja paz, saúde e esperança nos vossos corações.

Um beijinho grande

Zé Povinho disse...

Porque o chinfrim cada vez mais me aborrece e a política me revolve o estômago, só posso registar que o tempo passa mas há quem não aprenda.
Espero que o Natal seja uma época de concórdia e de convívio e felicidade, com muita saúde e paz.
Abraço do Zé